Este ano eu, a Sarah e o Mateus resolvemos ir de carro para o maior congresso de fotografia e vídeo da América Latina e um dos maiores do mundo.

Como dizia o escritor colombiano Gabriel Garcia Marquez, “quando a gente viaja de avião, nosso corpo chega antes e a alma depois”. Influenciados pela sabedoria do escritor, escolhemos chegar aos pouquinhos. Fomos conversando, nos preparando para uma jornada de três dias de imersão na fotografia.

Foram quase 10 horas de viagem atravessando as montanhas de Minas Gerais e cruzando cafezais. Durante boa parte do trajeto fomos interagindo com o App que a Editora Photos criou para facilitar a vida dos congressistas. Neste aplicativo, podíamos ler e organizar a nossa programação, elencar as palestras que cada um de nós pretendíamos assistir e adicionar lembretes no celular para despertar minutos antes de começar. Uma mão na roda.

Lemos os releases de toda as atrações. Relemos, discutimos e tomamos as nossas decisões, que nem sempre eram fáceis.

Para quem ainda não participou do congresso, a estrutura funciona da seguinte forma:

Existem 4 palcos do Wedding Brasil e 2 do Make Movie.

O Palco Wedding, onde são esperados os grandes nome da fotografia de casamentos para contar suas histórias e compartilhar experiências.01-4

O Núcleo do Empreendedor, que traz informações quentes sobre como se sobressair em um mercado tão competitivo.

O Núcleo de Tecnologia, que aborda assuntos diversos, como composição e linguagem fotográfica, novas tecnologias, tendências, edições e tratamento de imagens.

01-9O Núcleo de Família, destinados à fotógrafos de família, new born, life style, gestantes e por aí vai.

O Palco Make Movie, com os destaques da área de vídeo de casamento.

E o Núcleo de Tecnolgia de Vídeo, que funciona como o núcleo de tecnologia do Wedding Brasil mas com todas as tendências e possibilidades do mercado destinado aos moviemakers.

Todas estas palestras funcionam simultaneamente.

Por um lado é simplesmente incrível ter a sua disposição um conteúdo tão vasto e diversificado. Por outro, ter que escolher entre temas de muita relevância torna a decisão uma mini tortura. Para nós foi um pouco mais fácil, como estávamos em três e voltaríamos de carro para conversar sobre tudo o que aconteceu nos três dias, resolvemos nos dividir entre a programação.

Foram mais de 3.000 congressistas que participaram do Make Movie e do Wedding Brasil este ano.

01-13

Além das palestras, o congresso acaba gerando um momento extremamente propício para conversar com outros profissionais, interagir com os grandes nomes da fotografia nacional e do exterior, conhecer novas pessoas, ficar por dentro das atualidades com os estandes e as feiras que acontecem durante o evento, além é claro de ser beneficiados com promoções exclusivas dos expositores.

A Editora Photos sabe o quanto a troca de experiências e a integração entre os participantes é importante e prepara o já tradicional Happy Hour regado de chopp e propício para aproximar as pessoas.

01-10

Enfim, três dias transformadores. Não só como profissionais, mas também como seres humanos. As trocas, os corredores, o conteúdo, as experiências, as palestras. Tudo isto faz com que você volte para casa com uma vontade enorme de fazer a diferença. Te dá um gás para repensar toda a sua fotografia e analizar com calma o que pode fazer ainda melhor. Um choque de realidade que te faz refletir e olhar a sua fotografia de forma mais íntima, com um raio x e uma lupa de aumento. Te faz perceber que a fotografia não tem limites.

Aos amigos que reencontramos, aos novos amigos que fizemos. Nos vemos no próximo ano. Certamente cada um com a sua fotografia mais desenvolvida e seu olhar mais atento.

Até 2018.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Wedding Brasil e Make Movie 2017
Classificado como:                                    
Lipe Borges
Todas as pessoas tem alguma coisa para nos acrescentar. Talvez por acreditar nesta máxima que me encantei tanto pelos retratos. Sou um curioso confesso e adoro escutar causos e histórias. Através do blog do Fotografe, quero compartilhar com você meus próprios "causos" por trás de fotografias e vivências fotográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *